• Beemob

O impacto feminino no mercado imobiliário

Atualizado: Mar 24



Não é nenhum segredo que a sociedade vive atualmente uma revolução feminina. Desde o pós-guerra, nos anos 50, quando as mulheres se viram sem pais e maridos e buscaram o mercado de trabalho, é possível observar um movimento de maior independência financeira e pessoal.


Conforme o século 20 avançou, a população feminina mundial também empreendeu novos passos, assumindo cadeiras em universidades e profissões até então tradicionalmente masculinas, como médicas, cientistas, artistas, administradoras, advogadas, entre outras. Se durante a guerra as mulheres tomaram a produção industrial, as suas filhas e netas almejam mais do que um trabalho - elas querem uma carreira.


Entretanto, ainda que agora tenham ocupações que demandam a sua atenção e dedicação, a força feminina ainda é tradicionalmente decisiva quando falamos do lar. Atualmente, 58% das pessoas que buscam por um imóvel são mulheres, e, alem disso, elas representam uma grande influência no poder de decisão dos parceiros, namorados ou maridos, quando eles buscam por um imóvel.


A ideia é que, pelo fato de as mulheres serem entendidas como compradoras mais sensíveis e cuidadosas, elas estão ocupando o mercado não apenas como força trabalhadora, mas também como um público alvo a ser melhor atendido.


Organização Financeira para Corretoras de Imóveis


Mais estudadas e prestes a dominar o mercado - uma visão dos números


Segundo pesquisa do IBGE divulgada no inicio de 2019, as mulheres, atualmente, contam com 7,3 anos de estudo, enquanto os homens param em 7,1 anos. Entretanto, elas ainda ganham menos - estatisticamente, elas recebem ¾ do salario deles.


Entretanto, enxerga-se uma evolução neste sentido - o percentual de riqueza produzido por mulheres cresceu 25%, segundo a Boston Consulting Group (2016). Além disso, a previsão é que 1 bilhão de mulheres entrarão no mercado de trabalho na próxima década, apontam dados da PWC.


Além disso, elas são decisivas dentro dos seus lares: 37% das casas brasileiras são chefiadas por mulheres, enquanto em lares monoparentais - com filhos e apenas uma referência de adulto - este numero sobe para 67%. A pesquisa ainda aponta para algumas particularidades do mercado feminino quando se fala em consumo: o fator crucial para elas é configurado pelo custo-benefício. E, por sofrerem na pele preconceitos e intolerância de gênero, as brasileiras têm um perfil mais vanguardista que a média masculina. Elas preocupam-se muito com a saúde, enfrentando preconceito e intolerância, além da preocupação com o meio ambiente.


No ramo imobiliário


Não ha discussão - as mulheres decidem, compram e influenciam. E, infelizmente o mercado imobiliário ainda não acompanha esta tendencia de mercado, que, cada vez mais inclui mulheres na sua configuração.


Práticas inadequadas e sexistas não tem mais lugar em qualquer âmbito da sociedade, mas o ramo imobiliário precisa estar melhor preparado para atender as clientes que batem à sua porta. Há uma grande quantidade de práticas antiquadas que ainda permeiam o segmento e que precisam ser erradicadas.


Por que gerar uma boa experiência é fundamental para os negócios?


Confira abaixo algumas dicas de como trabalhar com o público feminino:


Entenda que mulheres são diferentes, com diferentes carreiras, personalidades e configurações familiares. Uma mulher com uma carreira de proeminência pode ter 3 filhos pequenos. Uma cabeleireira pode ser solteira e buscar por um apartamento em uma região nobre na cidade. Não presuma nada e também não se deixe levar por estereótipos.


Mulheres não são mais frágeis e nem menos inteligentes que homens. Muitas delas ainda, atualmente, são os arrimos de família. Não tenha medo de falar sobre financiamento, juros, documentos e impostos com elas - você pode aprender muito com o que elas têm a dizer.


Ainda que mulheres pareçam ter um gosto semelhante para imóveis, entenda que elas não tem. Um bom corretor ao vender um imóvel sempre se preocupa com o futuro do seu cliente - afinal, uma casa configura um grande investimento de longo prazo e não é fácil de mudar. Então, ao pergunta-la de seus planos futuros, inclua mudanças familiares como filhos, mas também anseios profissionais e pessoais que transcendam esta esfera, como desejos de carreira. Para uma doutoranda sem desejo por filhos, um espaço com escritório é mais importante do que um quartinho de bebê, por exemplo.


Como se conectar emocionalmente com seus clientes e gerar mais resultados


Com a Beemob, você cadastra o perfil de interesse do seu cliente e nosso sistema localiza o imóvel ideal para esta negociação. Assim, aceleramos negócios em parcerias, através de uma plataforma totalmente gratuita para corretores, Imobiliárias e Incorporadoras. Baixe agora e aproveite infinitas possibilidades de vender mais imóveis.

Então, já sabe, o futuro é feminino - você está preparada/o pra ele?

31 visualizações
bee-oficial-horizontal-RGB.png
CONHEÇA TAMBÉM
SOBRE

© Beemob Desenvolvedora de Programas LTDA

Barão de Santo Ângelo, 479 - Moinhos de Vento, Porto Alegre - RS, 90570-090

SOCIAL
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Pinterest
Google Play BeemobApp_1.png
App store_2.png